Recentes :

A DEPRESSÃO INSIDIOSA E O SUICÍDIO

Drauzio – Os neurotransmissores passam informações de um neurônio para o outro. Quando funcionam em equilíbrio, permitem que a pessoa se sinta às vezes feliz, outras um pouco triste, mas, no geral, ela consegue ir tocando a vida com certo prazer. Há pessoas, porém, que num determinado momento ou por longo período, passam a produzir quantidades menores de neurotransmissores. Isso faz com que a vida perca completamente a graça e elas pensem em suicídio. Nós contamos com recursos que permitam impedir a reabsorção desses neurotransmissores pelo neurônio a fim de que se concentrem mais na sinapse e possam seguir o estímulo normal?

Alexandrina Meleiro – Ninguém foi dormir bem, feliz e acordou triste pensando em se matar. A depressão é insidiosa. Faz parte de um processo que vai lentamente diminuindo a produção de serotonina e de noradrenalina. A vida vai ficando sem graça, a pessoa sente menos prazer em tudo, fica pesado trabalhar, estudar, encontrar com os amigos. Gradativamente seu comportamento se modifica. O adolescente pode até ir à escola, mas seu rendimento cai.

Hoje contamos com drogas eficazes, que permitam modular a quantidade de neurotransmissores nas sinapses, com isso controlando o quadro clínico de depressão.
Compartilhe no Google Plus

Nota : João Casmurro

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.