Recentes :

JULGUEI MEUS PROBLEMAS MAIORES QUE DE TODOS

“O suicídio! Ah! Meus caros irmãos, se soubésseis o que significa o ato de dar fim à própria vida, veríeis que o mal que sucede este ato lhes causaria dor e tristeza maior que a que um dia julgou sentir.

Um copo, um pouco só e tudo está acabado. Não se sofre ao tirar a vida com um elemento químico. Você toma e pouco a pouco sente a vida se esvaindo. Tudo pode ser motivo aos fracos para colocarem fim à própria vida. Mas quem somos nós para tirar o que não nos pertence?! Só nos foi emprestado e deveríamos devolver este invólucro usado, surrado, mas tendo cumprido o nosso dever. Como parece fácil dar cabo de tudo !

Ah! Doce! Doce não, amarga ilusão. Quanta dor, quanto sofrimento depois disso. Quanto arrependimento, quanto pranto, quanto horror. Mas hoje, depois de muitos anos consegui o perdão de Deus e estou aliviado e livre da escuridão. Eu sempre procurei estar só. Gostava da solidão. Era para mim que eu vivia... os meus problemas eram maiores. Filhos!? Sim, eu os tenho, mas tinham a mãe para cuidar deles. Foi aí que, num momento de insanidade e sem pensar em ninguém, preparei tudo, com serenidade, sendo egoísta e longe de todos, debaixo de um pé de café, me entreguei a tudo o que achava valer a pena. Queria me livrar de problemas que não tinha.

Na verdade, os adquiri depois que passei para o outro lado. Alguém me esperava Sim. Irmãos iguais a mim, entre choro, ranger de dentes e lamentações. Tinha também aqueles que estavam arrependidos, mas com o tempo percebi a desgraça em que me envolvi.

Troquei mulher e filhos pelo mais profundo abismo e horrores; trevas e podridão. Encontrei a luz quando percebi que Deus é maior e quem, sendo justo, me daria a chance de sair de onde me coloquei.

Hoje estou com minha Maria. Um dos meus filhos também já pensou em fazer besteiras. Já esteve enredado por espíritos que o queriam perto deles. Chamavam-no. Ele se sentia enlouquecido, em tristeza profunda e queria, como eu, a solidão.

Mas Deus é maior e o amor e orações de sua família fizeram com que aos poucos fosse saindo da areia movediça.

Hoje me sinto bem e feliz. Hoje, mais que sempre acredito num Deus misericordioso e justo. Um Deus que me proporcionou viver novamente, ter esperanças e acreditar que todo arrependimento, quando do fundo da alma, nos liberta do abismo em que nos colocamos.

Suicídio é um mal irreparável. Mesmo tendo ou sentindo o perdão de Deus Pai, fica a dívida de ter destruído algo de outra pessoa. Destruí o que não era meu e não sei, apesar de sentir o amor de Deus, não consigo imaginar como reparar ou pagar pelo que dei fim.

Meus irmãos, que Deus Pai, Nosso Senhor, esteja sempre conosco e que Cristo Jesus esteja sempre ao lado de cada um de nós para afasta-los dos maus pensamentos.”

Assinado : J.

Sorocaba, Abril de 2006
Local : Sorocaba ( SP )
Médium : S.A.O.G

Compartilhe no Google Plus

Nota : João Casmurro

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.