Recentes :

O AMOR É INTRANSFERÍVEL


Quero levantar uma questão muito triste,Vc daria sua vida por amor?... Eu trago essa questão pois conheci a pouco um caso de um garoto chamado Roger Nascimento ( http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=6358873604335905724 ) que acabou se suicidando por que sua namorada havia acabadu com ele... Vcs axam que nesse casu foi amor ou um simples caprixu? Eu fiquei muitu triste com essa historia pois ele tinha a vida toda pela frente, era jovem e ate pinta... Que ele descance em paz... 22/05/2006. LUIZ HENRIQUE BERNARDES (
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=7937240121080887823 )


Como alguns membros devem saber, eu e Solange somos espíritas e, como qualquer religião (ou doutrina) cristã, não poderia aceitar o suicídio. Mas não quero fazer observações com base neste aspecto, mas sim em relação ao amor e à vida.Acredito na vida como experiência da alma e, em nossas relações, deve prevalecer a aceitação. No amor, esta postura é primordial para que entendamos a história de cada um e o porquê as pessoas passam por nossas vidas. No amor, precisamos aceitar as diferenças, aceitar o pouco amor, aceitar a rejeição, aceitar a solidão. Pois amor não se mede e não se compra. Amor existe e não se cobra. Afinal, as pessoas são diferentes e, portanto, assim, também seus sentimentos. O amor de cada um é diferente, mesmo em pessoas apaixonadas e, se formos pesar estas diferenças, começaremos a lançar flechas contra quem amamos. E o amor puro não é isto. É liberdade, mesmo com dor, é liberdade.O caso relatado no tópico e no profile acima é um exemplo de "falta de aceitação". Não condeno a atitude desesperada, por si só merecedora de compaixão. Mas falo pra quem vive uma situação de rejeição que é preciso aprender algo primordial na vida: que o amor é pessoal, o amor é individual e intransferível. O amor é nosso e de mais ninguém. Podemos, quando muito, compartilhar os sentimentos. Mas o sentimento é teu e somente teu. Não exija amor de quem não pode dar, pois isto não é amar. Não exija mais amor do que alguém pode te dar, porque isto também não é amor. Cada um ama como pode e quem seu coração escolheu.

Não há limite e nem razão para este amor e, mesmo quando ele acaba, não merece julgamento. Se o amor existiu, ele merece perdão por ter acabado. Pois amor é como um pássaro que não pode ter as asas aparadas, sob pena de perder o brilho da liberdade e a beleza do vôo.

O amor não é uma conquista, é um achado, é um presente... E, sob pena de deselegância, não avaliamos os presentes: aceitamos, agradecemos e, se possível, retribuímos.

O amor é um sentimento que não nos pertence.

Marcos Grignolli


Tópico : POR VOCÊ EU MORRERIA...
Comunidade AMOR DE ALMAS no ORKUT

Compartilhe no Google Plus

Nota : João Casmurro

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.