Recentes :

TONY MELENDEZ: MOTIVO PARA QUERER VIVER

Olá Pessoal!
Depois de um longo e tenebroso inverno (nem tão inverno assim...rs) volto a postar o que me emociona, ou me surpreende, ou me entristece, ou me deixa indignada... E tem muitas coisas neste meio e vou tentar colocar aos poucos, afinal, fico fora e quando volto chego querendo botar banca... ai ai ai.
Apesar do vídeo acima dispensar comentários, deixo aqui registrada a minha admiração por pessoas como Tony, que mesmo possuindo algum tipo de deficiência, mesmo não sendo aparentemente normal, lutam contra tudo e contra todos e vencem. Amei ouvir que, apesar de lhe faltarem os membros, ele sabe e acredita que é inteiro diante de Deus.
E tanta gente vive reclamando da vida e aqui mesmo, no meu blog, tantas pessoas falam em suicídio como se fosse a coisa mais banal do mundo. Como se fosse a única solução para os, muitas vezes, “agigantados” problemas que têm.
É assim mesmo...
Só dá valor à vida, aos membros, ao intelecto, à liberdade, aqueles que de alguma forma foram privados de tê-los parcial ou totalmente.
É como o suicida... só vai dar valor à vida depois que estiver do outro lado e perceber que NADA mudou. Que tudo continua da mesma forma e, ainda pior, pois cometeu um erro quase que irreparável, mas que, com a graça de Deus e sua infinita bondade, tem jeito. Apesar das consequências serem terríveis, apesar de todo o sofrimento que deu causa a tal ato parecer refresco, apesar disto... tem jeito sim. É demorado, é penoso, é sofrido (mais do que nossa imaginação consiga alcançar), mas um dia, depois de muita luta, se consegue dar um passo adiante e retornar ao ponto em que parou, em que deu cabo do que não lhe pertencia, ou seja, a VIDA. Mas, o que não se pensa, é que o ponto em que parou é exatamente onde se resolveu sair de cena. É como se a gente assistisse um filme e resolvesse estourar pipocas... dá um “pause” e vai lá e depois volta alegrinho pra terminar de ver o filme, de onde parou. Quem gostaria de voltar e pegar o filme já lá na frente?! Pois é... a gente volta (depois de quitar os débito adquiridos com o tal suicídio) e começa, com os mesmos problemas que a gente tinha antes, os mesmos que a gente interrompeu... Chato não?! A gente percebe que só perdeu tempo (às vezes séculos do nosso precioso tempo em direção à evolução espiritual).
Agora podem estar se perguntando...
O que tem a ver o vídeo com este papo todo?!
É que tenho recebido muitos comentários no blog, muitos e-mail´s falando sobre suicídio, pessoas próximas cometeram e outras se dizem com coragem e vontade de fazer o mesmo e isso me irrita e me deixa indignada e apavorada com o fato de as pessoas verem o suicídio como uma solução para os problemas que muitas vezes estão para serem solucionados e que por causa de dias, ou horas, terminam não tendo um final feliz porque o indivíduo se cansou da vida...
Tenha dó, né?
Já falei e falo sempre que não aceito esta forma de solucionar problemas por maior que possam parecer. Tem muuuuuuuuuuuuuuuitas maneiras de encarar a vida, de sair de um buraco sem que seja se afundando ainda mais nele.
Dizem que tem de ter coragem para tal ato... Coragem?! Precisa de muito mais coragem pra encarar a vida. Coragem pra não fugir e encarar os problemas. Coragem para completar o que nos trouxe aqui, afinal, não estamos aqui só de enfeite...
Já falei demais. Por hoje chega. Me desculpem os que pensam de maneira diferente, principalmente os que vivem dizendo que gostariam de tirar a própria vida. Respeito o sentimento de cada um de vocês e espero que possam respeitar a minha maneira de pensar e que, se não for pedir muito, que tentem ver se não faz sentido o que eu penso também. B

Beijos.

A partir do AngelBlog. Leia no original

Compartilhe no Google Plus

Nota : João Casmurro

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.