Recentes :

ENTENDA A DEPRESSÃO E FIQUE LONGE DELA

O depressivo vê o mundo com a cor de seu estado de espírito: cinza
O que é depressão?

Trata-se de uma doença que às vezes é confundida com uma tristeza passageira. No entanto, como tem alguns sinais específicos, precisa ser analisada por um médico. Geralmente, está relacionada a alterações endocrinológicas, mudanças bruscas, perdas na vida e conflitos internos. "Ela pode ser uma defesa do organismo que tenta amenizar um sofrimento ou uma ansiedade", diz o psiquiatra José Thomé. Também é capaz de provocar doenças do coração e ainda piorar sintomas do diabetes, por exemplo.

Como identificá-la?

Se o indivíduo apresenta mais de um dos sinais abaixo por um período de pelo menos dois meses, possivelmente, tem depressão:

-Insônia ou excesso de sono
-Perda da confiança
-Mudança do apetite (para mais ou para menos)
-Dificuldade de concentração
-Surgimento de pensamentos negativos
-Choro sem motivo aparente
-Melancolia, ansiedade e vontade de se isolar

O depressivo quer morrer?

Nem sempre quem tem a doença pensa em acabar com a própria vida. No entanto, há estudos afirmando que em cerca de 40% dos casos de suicídio a vítima sofria de depressão. "Todos passam por situações difíceis, e é normal que a depressão surja, desde que não dure muito", diz o psiquiatra Jair Segal. Atenção: quem reclama muito da vida ou anda triste por qualquer coisa não necessariamente tem depressão - mas, se não sair dessa fase logo, pode mesmo desenvolvê-la.

Quem corre mais riscos?

Quem tem mais de 50 anos ou casos de doença na família. O alvo principal, entretanto, são as mulheres, passíveis de desenvolver o problema na adolescência ou na menopausa. "Segundo dados estatísticos, elas têm mais chances de ter depressão que os homens", diz a psicóloga Diana Laloni. Mães que sofrem quando os filhos saem de casa são fortes candidatas a sofrer desse mal.

Existe cura?

Sim! Se você desconfiar que está com depressão, procure logo um médico para ele avaliar o que precisa ser feito. É importante haver um bom tratamento, em geral feito com a ajuda de medicamentos antidepressivos prescritos pelo especialista, e também com o acompanhamento do psicoterapeuta

A doença pode voltar?

Infelizmente, sim. Depois que ela aparece uma vez, as chances de voltar são de 50%. Se ocorrer uma segunda vez, a probabilidade de reincidência fica entre 80% e 90%. Por isso, cumpra seu papel no tratamento. "É importante fazer atividade física quatro vezes por semana durante 40 minutos, tomar um pouco de sol e fazer pelo menos cinco refeições por dia, sempre saudáveis", diz o psiquiatra Kalil Duailibi.

É possível evitá-la?

Com certeza! Manter bons hábitos de vida, como fugir do sedentarismo, tomar sol - fora dos horários de pico - e ter uma alimentação saudável são atitudes que certamente ajudam. Não se esqueça de proporcionar a você mesma momentos de lazer, de fazer programas com os amigos e de manter um relacionamento com alguém que lhe faça bem. Todas essas medidas colaboram na prevenção da depressão e ainda deixam sua vida bem mais feliz.

A partir do site Viva Mais. Leia no original
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.