Recentes :

COMO SUPERAR UMA TENTATIVA DE SUICÍDIO

Sobreviver a uma tentativa de suicídio pode ser uma experiência incrívelmente desorientante. Você pode sentir alegria ou desespero pelo fato de seu esforço para se matar não ter funcionado. Além disso, as circunstâncias de sua tentativa de suicídio podem contribuir para ter sentimentos de constrangimento, vergonha e estigma social. E por fim, você pode ter causado danos físicos a si mesmo que exija uma recuperação. Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a se recuperar depois de uma tentativa de suicídio.

Se você tiver recebido um tratamento. Se tiver sido tratado em uma sala de emergência ou outras instalações médicas, descubra que medicações e procedimentos você recebeu. Solicite uma cópia de seu prontuário e leve com você para seu médico ou terapeuta.

Se você ainda não recebeu tratamento. Se você tiver feito alguma coisa para prejudicar seu corpo, precisa procurar um tratamento médico. Se você teve overdose, terá que fazer análises sanguíneas, e pode ter que tomar carvão ativado, que se liga a certas drogas para que o organismo não as absorva. Uma overdose da droga pode fazer severos danos ao seu fígado, então é absolutamente necessário um acompanhamento com um médico.

Se você for ser hospitalizado. Pessoas que são consideradas em risco de voltar a tentar cometer suicídio ou que têm necessidade imediata de tratamento de doenças mentais podem ser hospitalizadas. Adultos têm o direito de recusar o tratamento, embora um médico tenha a opção de encarceramento involuntário se ele acha que você pode ser um risco para si próprio ou de outrem. As leis sobre involuntário comprometedor variam de estado para estado.

Terapia. A terapia vai te ajudar a desenvolver novas formas de manipulação sentimentos de desespero e de sua negatividade. É muito importante que você encontrar um terapeuta que está disposta a ser alcançado em todas as horas, na eventualidade de uma emergência e que tem trabalhado com os pacientes antes suicida. Você deve também ter um bom pressentimento acerca do seu terapeuta e respeito a sua opinião. Marque uma consulta com um terapeuta imediatamente! Pesquisa realizada pelo National Institute of Mental Health (NIMH) e do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) em 2005 sugere que aqueles que a tentativa de suicídio que, em seguida, recebeu uma forma de terapia cognitiva segmentados eram 50 por cento menos propensos a tentar matar si novamente dentro de 18 meses após receberem o tratamento.

Desenvolver um plano de segurança. Após tentativa de suicídio, um risco de suicídio é aumentado cerca de 40 vezes. É quase como se assim que a linha tenha sido ultrapassado, é mais fácil de atravessar novamente. Esta é a razão pela qual você precisa de um plano de segurança para que você deveria se sentir suicida no futuro, pode seguir os passos de seu plano. Desenhe o seu plano de segurança para cima com seu terapeuta e inclua o nome e informações de contato de pessoas que você pode pedir ajuda no caso do suicida sentimentos. Suicídio hotline ter vários números de telefone no seu plano, para além dos de seus médicos, familiares e amigos. Mantenha uma cópia de seu plano de segurança em um lugar que você possa encontrá-la.

Desenvolver um sistema de apoio. Encontrar amigos, familiares, um grupo de apoio ou qualquer sistema de suporte de que você possui, para que, caso você se sinta suicida novamente, você tem alguém a quem recorrer. Eu sei que isto não é fácil, inexistência de um sistema de apoio pode muito bem ser uma das razões que lhe foram dirigidos para tentar levar a sua vida em primeiro lugar. Mas é um passo absolutamente necessário, e uma vez que você aprendeu, as apostas são altas. Chegar até as pessoas que vão estar dispostos a apoiá-lo durante este período difícil. Você também pode encontrar suporte on-line em um site como oBefrienders Worldwide.

Voltará a ser uma rotina. Comer três refeições por dia, ir para a cama e acorda na mesma hora todos os dias, exercitar regularmente, e fazer o que mais pode dar sua própria estrutura dias. Tentar suicídio realmente joga sua vida no caos e que necessita de fazer o que puderem para restabelecer um senso de ordem. Se você pode integrar reuniões periódicas com os amigos em sua rotina, tanto melhor. O que nós estamos indo por aqui é o fim do caos e sentimentos de isolamento e do início de sentimentos de inclusão e de rotina. Apenas adicionar como você se sente sobre atividades capazes; você ainda precisará estabelece tempo para recuperar emocionalmente, fisicamente e espiritualmente.A trajetória de sua recuperação é quase impossível de prever. A recuperação é uma combinação de muitos fatores, incluindo a sua capacidade de reframe tua visão, a sua saúde física e mental global, sua rede social e assim por diante. Mas você deve isso a si mesmo e aqueles que te amam o seu melhor para tentar se recuperar, e para ouvir os conselhos dos profissionais da saúde mental, que estão ajudando você. Muitas pessoas têm ido sobre a viver vidas após suicídio cumprindo tentativas - pessoas como você.

Manoel Rodrigues
Compartilhe no Google Plus

Nota : João Casmurro

Volte sempre.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

14 comentários:

  1. Tenho passado por muitos momentos difíceis em minha vida,desde que me divorciei sou uma mulher bonita, que tive TUDO,hoje não tenho nada...sofro muito e envergonho meus parentes que nem me procuram por vergonha de mim...

    ResponderExcluir
  2. Parentes estão nem aí pra nossa dor! Amigos não tenho... Rezo toda noite pra Deus me levar

    ResponderExcluir
  3. oxxi!sou uma moça de 26 anos...uns dias desses, tentei o "suicidio" fui socorrida e fiquei em observção. Pelos medicos, no hospital... por passar por tratamento.. mais já estou planejando no "futuro" outra tentativa.Pois sou uma inútil.Um peso, na vida,de todos...minha morte será um alivio pra todos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moça eu te entendo pq tambem ja tentei suicidio minha vida sempre foi uma total infelicidade eu nao via outra soluçao pq minha namorada me deixou por outro cara,minha mae nunca foi exemplar pq sou homem e ela queria uma mulher entao ela nao me queria por perto dela.
      Um dia dei um basta mandei uma mensagem pra minha ex e disse: Nao vou mais atrapalha vcs dois mais ainda sim continuo te amando sempre te amarei.
      Ela entendeu e ligou para a policia pra me ajudar
      Eu me lembro de acordar no hospital entao eu acabei fazendo tramento.
      Hoje entendo o significado da VIDA

      Excluir
  4. não desejo o meu mau pra ninguem...
    ass:moça 26 anos...

    ResponderExcluir
  5. sinto um desejo tão grande de morrer que sinto prazer em penssar sinto tanta paz quando desejo morrer vivo fazendo planos pra morrer ja tentei 2 veses e fracasei por isso quero planejar melhor pra nao falhar de novo

    ResponderExcluir
  6. Estou no mesmo barco que vocês e não pretendo viver. Já tentei o suicídio e me pegaram (fiquei em coma por 3 dias). Quando acordei, não acreditava que estava viva. Durante o coma n
    não vi luz, não escutei nada. Estava numa tranquilidade absoluta. Fiquei com muita raiva não ter conseguido morrer. As pessoas querem que eu me trate, mas eu não quero. Durante anos tomei antidepressivos e isso apenas disfarçou o meu verdadeiro sentimento frente a vida. Não quero viver e essa é a única certeza que possuo. Penso na morte o tempo todo (so deixo de pensar quando durmo). Minhas orações são para morrer, sempre que estou sozinha finjo estar me dando um tiro na cabeça. Seii que é ridículo o que vou escrever, mas vou tentar m matar novamente (só não sei ainda de que maneira irei fazer isso). Minha família grudou em mim e não descola por nem um segundo. Não entendo porque as pessoas perdem tempo com pessoas que não querem viver. Nao gostaria de tomar uma atitude bruta (como me atirar do prédio, dar um tiro na cabeça, me enforcar). Mas quero morrer e vou tentar. Espero morrer e se isso não ocorrer logo e naturalmente, tentarei novamente o suicídio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O preço do suicídio é a morte, deus é o único que pode te ajudar. Converse com ele, jesus te ama!

      Excluir
  7. Ainda não superei, mesmo depois de ficar 3 dias em coma. Quero dormir e não acordar novamente.

    ResponderExcluir
  8. Esses textos mostram q tem mais gente na mesma situaçao, boa sorte a todos

    ResponderExcluir
  9. Tenho vontade de partir, de descansar eternamente, sumir desta vida. O que me segura são alguns freios, como a Família, pois quero ver meus filhos crescerem e conhecer meus netos, e a crença e o temor em Deus. Mas o sentimento persiste, falta coragem, pois também tenho medo de sentir dor, de cometer um ato violento que marque os meus descendentes. Eles não merecem isso. Vou levando, tentando driblar esse sentimento, pois acredito que ainda vou vencê-lo, e que posso vir a ser normal como a maioria das pessoas.

    ResponderExcluir
  10. Tenho 21 anos, aos 20 tentei suicídio.. fui levada pras urgências do hospital fiquei 2 dias internada..senti vergonha, raiva, decepção..eu queria ter morrido mas por outro lado não queria, tenho uma família que me ama, tenho amigos não queria jogar tudo isso fora gostava deles . Mas a tristeza era tanta que eu só queria desaparecer descansar nunca mais voltar a pensar em nada.. sobrevivi e hoje dou graças a deus por isso, a tristeza foi indo embora aos poucos com a ajuda da minha família amigos e uma psicóloga.. eu perdi a esperança e voltei a agarra lá .. espero que vocês consigam encontrar a vossa esperança perdida.

    ResponderExcluir
  11. Bem, quem diria que eu, que sempre fui tão cética quanto a este assunto, estaria aqui, relatando minha própria experiencia!
    Ano passado tentei o suicidio. O porque parecia ser tão banal, mas a emoção as vezes sufoca, esmaga. Já não tinha muitas expectativas bem antes disso acontecer, mas sempre há uma gota d´agua. Quando anoiteceu e a casa silenciou, fui a cozinha, decidida a acabar com meu sofrimento, e preparei um coquetel (anti-inflamatorios, analgesicos, cardiacos,) enfim, tomei uma mistureba de mais de 9 comprimidos de uma só vez. Na hora não senti nada, mas algum tempo depois não conseguia sair da cama, comecei a suar frio, tive alucinações, os batimentos cardiacos ficaram muito rápidos (taquicardia) e a visão turva. Pensei: não passo desta noite! Agonizei a noite inteira, mas algo dentro de mim ainda lutava para sobreviver. Com muito esforço e meio tonta, bebia agua de hora em hora. As 2 da tarde do dia seguinte finalmente caiu a ficha de que o suicidio não ia rolar. Então me levantei com alguma dficuldade e fui comer algo, tomar um copo de leite, banho, enfim, continuar a rotina. Ninguém percebeu. Alguns meses mais tarde, tentei o suicidio novamente. Mesmo método, mesmo resultado. E logo depois uma imensa vontade de viver. Hoje vejo que a auto-mutilação não vale a pena, se o objetivo não for alcançado. Prefiro uma morte rapida e indolor...
    3 meses após a segunda tentativa, e estou de boa, sossegada. Ainda não estou satisfeita com minha realidade, mas espero mudar-la em breve!

    ResponderExcluir
  12. Bom pessoal vejo aqui apenas comentários de pessoas que querem retornar ao suicídio, a mim foi uma experiência mágica, no qual a partir dali dei uma novo valor a vida, em apenas 20 dias já me senti pronta e recuperada, já tinha voltado minha rotina... O que culminou meu suicídio foi um término de relacionamento, a 4 anos atrás, hoje estou casada com uma pessoa maravilhosa, planejamos ter filhos, trabalhamos no que gostamos, não é tudo perfeito não, mas aprendemos um com o outro o tempo todo. Acho que o primeiro passo de quem tenta suicídio é se perdoar... No meu caso fiquei uma semana inteira no hospital, eu bebi veneno, e o pior fui molestada dentro do hospital por um enfermeiro que pensou que eu estava inconsciente, eu tinha tudo pra não me levantar, mas eu me conheço muito bem, sabia que era o mundo que estava errado e não eu, passei a escrever poesia como uma forma de tirar sentimentos ruins de dentro, fiz teatro, e outra coisa que parece boba mas foi ótima, mapeei o meu mapa astral descobri ali que tinha marte era em áries, isso torna as pessoas um pouco impulsivas e agressivas, e só uma questão de se condicionar a fazer alguns esportes e tal. O suicídio tem um preço caro pra quem sobrevive, no meu caso moro em uma cidade relativamente pequena e minha família é muito grande, então ouve muito constrangimento no começo. Ao invés de pensar que tem afinidade com a morte, pense que é mais sensível que as outras pessoas e que tem afinidade com a arte! Se souber cultivar uma planta num vaso por alguns dias é outra coisa mágica, apreciar um brotinho crescendo, uma flor se abrindo, não tem como não se encantar com a vida!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.