Recentes :

MUDANÇA DE PENSAMENTO BARRA IMPULSO NEGATIVO

Clique para ampliar
Ao mesmo tempo em que nosso pensamento e, consequentemente, nossas emoções possam tender a um negativismo, em alguns casos irreversíveis, a mente também é a chave para o bem-estar. Fruto da depressão, o pensamento suicida é resultado da desesperança muito acentuada. Contudo, existem alternativas para aliviar o sofrimento insuportável da alma sem desfechos trágicos.

E é através do combate aos Pensamentos Automáticos Negativos, os chamados PANs, que, segundo o psicoterapeuta Arnaldo Vicente, se pode mudar uma “chave geral” em nossas mentes e sentimentos. Na observação dele, o índice de suicídios aumentou, em parte, em decorrência de autocobrança por algum tipo de sucesso mentalizado e que nunca chega.

“As pessoas apresentam uma ideia de que é possível alcançar muitas coisas na vida e, muitas vezes, quando param para se autoavaliar, veem que os outros alcançam e ela não. Isso leva o indivíduo a uma autoexplicação, do gênero: ‘eu sou incapaz, não sei fazer as coisas direito e não tenho atrativos para agradar as pessoas’”, cita.

Ou então, acentua o psicoterapeuta, a pessoa tende a acreditar até mesmo numa conspiração contra ela, retraindo-se ainda mais, numa postura antissocial. “Surgem algumas ‘crenças mágicas’, de que o mundo se juntou para conspirar contra ela”, acrescenta o coordenador do CTC, mobilizado durante a semana passada em eventos relacionados ao Dia Nacional de Combate aos Pensamentos Automáticos Negativos, celebrado amanhã.

A grande saída para combater os pensamentos é manter a mente flexibilizada, aponta Vicente, ciente de que os fracassos são inerentes à própria vida. “As coisas não ajudam num momento, mas vão ajudar em outro. Isso (eventuais derrotas) não significa que as pessoas não me amam ou não me aceitam”, ilustra. “Se a pessoa não tiver uma mente flexível para entender o que é um fracasso, ela poderá se envolver em sofrimento. Assim, ela se vê diferente negativamente, com o mundo nem um pouco favorável. E ainda entende que isso é uma avaliação correta, sem notar que essa percepção pode estar equivocada. Esse é o ponto principal”, observa.

Luiz Beltramin
A partir do JCNET. Leia no original
Compartilhe no Google Plus

Nota : João Casmurro

Volte sempre.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.