Recentes :

COMO ENFRENTAR A DEPRESSÃO DE FINAL DE ANO

  
A história de que os suicídios aumentam no período das festas de final de ano é um mito (na verdade, o pico é durante a primavera). Mas a alegria e o clima familiar que domina o mundo todo não é lá dos mais agradáveis para quem está triste. De acordo com a revista Health, grandes expectativas, problemas financeiros e outros contratempos de final de ano causam desespero em pessoas normais, mas podem ser especialmente nocivas em pessoas com tendência à depressão. A publicação, então, sugere onze dicas que podem transformar as festas em algo alegre e feliz. Confira:

1. Planeje com antecedência. Reserve algumas horas para pensar como você vai cuidar de si mesmo durante o período. Pense em coisas agradáveis, como ler um livro ou tirar alguns cochilos e escreva as idéias em um calendário. Tente conciliar as atividades com as compras de natal e as atividades na cozinha, mas não deixe a agenda de lado: essas atividades precisam ser tratadas como prioridade também.

2. Evite os conflitos familiares. Manter a sanidade em algumas famílias pode ser uma tarefa difícil. No entanto, se você vai encontrá-los e sabe que os conflitos vão surgir, prepare-se para responder de forma neutra, como "vamos falar disso em outro momento¿ ou ¿eu entendo a sua posição". Depois, fuja para o banheiro, se ofereça na cozinha ou até para cuidar das crianças. E, se for demais, tenha um bom amigo para ligar e desabafar.

3. Esqueça a perfeição. Muitas pessoas se desesperam quando não conseguem ter uma casa de cinema para o natal, ou um banquete digno da realeza, ou presentes que não são bons o suficiente. Esse cenário ideal não existe. São as pequenas coisas, como detalhes particulares da sua casa ou rituais em família, que torna tudo especial e feliz.

4. Aprenda a sofrer. Se você está lidando com a perda de alguém querido, talvez seja o momento de conversar com alguém sobre os seus sentimentos ou mesmo procurar ajuda em grupos de apoio ou terapia. Não é incomum sentir raiva pela pessoa ter partido ou culpa por aproveitar as festas. Isso só mostra que você é humano e reflete o seu momento.

5. Arrume tempo para dormir. As festas de final de ano podem facilmente interferir na sua rotina de sono. Mas alguns estudos indicam que há ligação entre a falta de sono e a depressão. Portanto, você precisa ter cuidado dobrado com isso. Tente acordar e se deitar no mesmo horário todos os dias; evite refeições pesadas e atividades físicas horas antes de dormir; e livre-se da TV ou qualquer outra distração no quarto.

6. Peça ajuda. Seja para amigos próximos ou família, não pense duas vezes ao pedir para uma pessoa dar apoio, desde realizar tarefas simples do dia a dia até tomar um chá e ouvir o seu desabafo.

7. Priorize os exercícios físicos. Mexer-se deve ser mantido no topo da lista de prioridades. Além de ajudar a queimar as calorias extras (a comilança vai rolar solta nessa época do ano!), exercícios físicos ajudam a melhorar o humor. E não precisa ser nada radical: 35 minutos de caminhada forte, cinco dias por semana (ou 60 minutos três vezes por semana), já são suficientes.

8. Reveja sua exposição ao sol. Muitas pessoas podem sofrer com a pouca exposição solar. A doença, que é sazonal, acomete principalmente pessoas no hemisfério norte, pois lá as festas de final de ano acontecem no inverno ¿ quando o sol fica menos tempo no alto. De qualquer forma, se achar que está sofrendo com o problema, converse com seu médico sobre como se tratar.

9. Mantenha o foco no que importa. O mais importante do natal não são os presentes, mas os problemas financeiros podem fazer você acreditar nisso. Controle o estresse organizando a troca de presentes entre amigos e familiares (estipular um valor como limite pode ser interessante). Você pode também cozinhar algo para presentear alguém ou mesmo criar rituais novos para a família passar o tempo.

10. Não desconte na comida ou no álcool. Para algumas pessoas, se permitir exagerar na bebida ou na comida é quase uma tradição das festas de final de ano. Melhor se controlar. Além de fazer mal ao corpo, você vai se sentir culpado depois. Prepare-se para as festas alimentando-se de forma saudável na semana anterior aos feriados. E nada de afogar as mágoas no copo cerveja ou na taça de vinho: o álcool pode intensificar suas emoções e deixar tudo ainda pior quando seu efeito passar.

11. Diminua os compromissos. Se você não agüenta mais se encontrar com as mesmas pessoas nas festas, tudo bem cancelar alguns compromissos para sentir-se melhor. As pessoas esquecem que natal é apenas um dia ¿ são só 24 horas. Procure encontrar atividades que melhorem o seu estado de espírito, como viajar, trabalho voluntário ou fazer companhia a alguém sozinho em algum abrigo. Focar em outras pessoas pode aliviar os sintomas da depressão.
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

6 comentários:

  1. Estou passando por dias muito difíceis...minha filha faleceu. Esta época para mim é horrível.

    ResponderExcluir
  2. Eu não sei oque ta acontecendo comigo quero morrer, quero ficar trancada no meu quarto com tudo escuro sem ninguém perto de min , prefiro ficar sozinha do que com amigos família,já tentei me mata varias vezes mas não consigo,tentei me enforca,corta meus pulsos,me esfaqueá, mas não consigo parece que Deus não deixa eu fazer isso.
    Não sei oque fazer

    ResponderExcluir
  3. - já me aconteceram tantas coisas, se eu já pensei nesse tipo de coisa? sim. mas sempre fui salvo de forma simples, quando eu pensava nisso eu olhava para os lados, via pessoas que estavam em situações piores que a minha, e estavam sorrindo. Aprendi que o que te torna ser humano são os acasos, e que sem momentos ruins, não haveria do que glorificar a Deus. Hoje eu glorifico.

    ResponderExcluir
  4. Uma garota depressiva que não intende ninguém.25 de dezembro de 2012 19:28

    Cheguem de blá,blá,blá... Quem quer mesmo morrer consegue sim se matar. Essas historinhas aí de que tentou várias vezes e não conseguiu me dá nos nervos.
    Muitos sabem que no fundo não é a morte que querem,aí quando chega na hora do suicídio faz o serviço mal feito.
    Se no fundo você sabe que não é a morte que quer,então corra atrás da felicidade,da paz,da saúde física e mental que você consegue.
    Agora se quer mesmo morrer,faça isso agora. Vai!!!
    Que foi? Está pensando? Porque está pensando? Não tem certeza?

    ResponderExcluir
  5. Prezados tambem tenho.... Temos que aprender a lidar com tal fato e tentarmos driblar o que sentimos durante as crises

    ResponderExcluir
  6. Todo mundo terá ainda dias difíceis pela frente. Todo mundo. Mas não podemos se desesperar por isso. Eu não sou uma pessoa feliz ou positivista, sou apenas realista. Tenho problemas com os meus pais mas é complicado.Estudo muito. Isso que me ajuda. Mas festas no fim do ano para mim são horríveis. Não gosto. Realmente não gosto. Eu preferiria passar esta próxima semana trancado ... seria bem melhor para mim! Mas, já que não posso tenho que aprender a lidar com isso! Espero que esta semana seja melhor para vocês! Abraço!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.