VOCÊ SE SENTE OBRIGADO A SER FELIZ ?

No programa "Na Moral" de 26/07/2012, o jornalista Pedro Bial tratou de um assunto especialmente caro aos leitores deste espaço, a "ditadura da felicidade", questionando até onde vai a pressão da sociedade para que sejamos felizes ou que, ao menos, pareçamos felizes. Por restrições impostas pela Globo, não foi permitida a reprodução do programa no blog ou em nosso canal no YouTube, mas você pode ter acesso ao programa acessando o link abaixo. 

Veja os vídeos do programa, em sequência, na página da Globo-TV 

Acesse também o painel com opinião dos telespectadores

* * *

Personagem convidado do Na Moral, Edson Calil usa antidepressivos há 15 anos, e afirma com tranquilidade que não pretende abandonar a ajuda química. No entanto, quando destacou que o medicamento seria ‘a inteligência em pílulas’, Calil precisou se explicar com a DJ da noite, Camila Pitanga. A atriz deixou claro que não gosta do uso desregrado de remédios, disse que teme a 'mitificação' das pílulas, mas amenizou: “Eu não sou xiita, não mesmo".

Especialmente para o programa, Edson testou técnicas budistas e da psicologia positiva, mas garantiu preferir as pílulas na busca pela felicidade. Desde o início do depoimento do convidado, Camila demonstrou impaciência e não demorou para entrar no debate sobre medicamentos: “Você credita a uma pílula a tranquilidade? Quando você fala isso, a pessoa pode ver e, dentro desse estereótipo de solução infalível, ele vai comprar. E não é assim, eu acho assustador”, disparou Camila.


Outro convidado do programa, o psiquiatra Nelson Goldenstein explicou que, realmente, os medicamentos não devem ser indicados para todas as pessoas. “A prática clínica mostra que nem todas as pessoas, mesmo deprimidas, reagem bem aos antidepressivos”, destacou Goldenstein.


* * *

Abaixo a crônica de Pedro Bial sobre a felicidade.

"Para mim, felicidade é a busca da felicidade. Ou melhor: felicidade é ter direito à busca da felicidade. Os fundadores dos Estados Unidos foram muito felizes ao enunciar na declaração de independência americana: todo homem tem direito à busca da felicidade.

 E felicidade não é sinônimo de alegria, você pode muito bem ser feliz e estar triste, ou alegre. E para ser feliz não é preciso fechar os olhos para o sofrimento alheio, que tantas vezes nos rodeia. A felicidade não está na indiferença.

 A felicidade não estava nos planos da natureza, é uma invenção humana. E não existe felicidade obrigatória, ou uma única receita para a felicidade, felicidade é algo pessoal e sim, às vezes, transferível. Poucas coisas nos fazem mais felizes do que ver quem a gente ama feliz. Quer saber? Não se chega nunca à felicidade, a felicidade está no caminho. Eu, por exemplo, sigo em frente, felizmente."
Pedro Bial

Compartilhe:

2 comentários :

  1. "Não se chega nunca à felicidade, a felicidade está no caminho." É uma frase bacana para refletir, porque realmente a sociedade atual criou a ilusão ou melhor "a ditadura" de que para sermos feliz prescisamos estar sorrindo o dia todo, ter carros luxuosos, dinheiro etc. Mas muitas vezes essa ditadura da felicidade é uma ignorância da sociedade moderna é uma manifestação de vazio de todos.

    ResponderExcluir
  2. Atualmente as pessoas sao muito vazias.Carros,casas luxuosas,dinheiro,beleza extrema,sao sinonimos de ser feliz...odeio esse mundo.Queria ir embora daqui.Cansei de ser uma pessoa boa e simples para as outras e elas se aproveitarem disso e me fazerem sofrer.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

 
Copyright © QUERO MORRER. . OddThemes