Recentes :

O SUICÍDIO EM PORTUGAL

De acordo com a Direção Geral de Saúde (Setembro, 2012), estima-se um aumento do risco de suicídio em Portugal nos próximos anos.

Sabe-se atualmente que a crise econômica que o país atravessa é responsável por quadros depressivos que se notam já na população portuguesa, constituindo um “importante risco” de comportamentos autodestrutivos.

Os comportamentos autodestrutivos, de que o suicídio é a forma mais grave, são uma das principais consequências do flagelo do desemprego.

É importante referir que o fenómeno do desemprego não somente impede a pessoa de trabalhar e de ter um rendimento aceitável, como também destrói famílias e aumenta o alcoolismo, que é um fator que está muitas vezes associado aos comportamentos suicidários.

Em relação ao próprio, e de acordo com dados resultantes da experiência clinica levada a cabo nos últimos anos, ocorre de igual forma uma redução significativa da autoestima da pessoa, constatando que a mesma se vê muitas vezes obrigada a atravessar uma caminhada difícil, penosa e tantas vezes sem luz de esperança ao fundo do túnel.

Confrontada com tudo isso, a pessoa começa a achar-se incapaz, que não vale e não serve para nada, considerando-se um peso para os outros, sobretudo quando se vê obrigada a fazer uma espécie de “marcha atrás” na sua vida.

Tudo isto são fatores que podem levar a comportamentos autodestrutivos e para os quais, enquanto cidadãos, familiares e técnicos de saúde se deve estar atento.

Enquanto psicopedagoga, investigadora na área da saúde mental e cidadã atenta a este fenómeno, considero crucial o desenvolvimento de abordagens e competências que permitam o aprofundamento de perícias a nível do tratamento, diagnóstico e avaliação da depressão vs. risco de suicídio nos cuidados de saúde primários.

A partir do site Setúbal na Rede . Leia no original
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.