NÃO SOMOS UMA ILHA ISOLADA

"O homem crê em alguma divindade desde que começou a raciocinar. No princípio os deuses eram os agentes da natureza, como o trovão, o raio, o sol e a lua. Mais avançados, os homens ergueram estátuas e adoraram seus deuses. Na idade da razão, passaram a acreditar num único Deus e com o advento de Cristo, num Deus único, justo, onipotente e soberanamente bom.. É esse sentimento inato que nos faz acreditar num Deus que tudo ordena, que tudo supervisiona e que tudo corrige através de suas Leis imutáveis e eternas que regem toda a criação. A própria ciência já está se voltando para esse Deus embora alguns cientistas ainda resistam. O poder da fé na cura de doentes já está comprovado. A reencarnação já está comprovada. A comunicabilidade com os espíritos idem. Logo, não somos uma ilha isolada que quando desaparece simplesmente some sem nenhuma consequência passada ou futura. Somos Espíritos Eternos, tivemos um início mas não teremos um fim. Estamos destinados a felicidade plena. Se ora sofremos, olhemos para trás e vejamos o quanto a humanidade (e nós com ela) caminhou. O futuro nos aguarda e para não herdarmos um futuro ainda mais dolorido, saibamos compreender as dores que nos assolam o presente, pois são o remédio amargo de nossas incúrias passadas. 

Quanto a conhecer as LEIS DIVINAS, todos nós a conhecemos, pois está na natureza e em todo lugar. As Leis Divinas regem o tempo, o universo, o dia, a noite, as moléculas, os átomos, tudo. Estamos rodeados por elas, como a lei da física que nos ensina que um objeto mais pesado que o ar tende a ir para baixo. tudo são Leis. A eletricidade produz uma corrente elétrica que dá choque. Se a violarmos e colocarmos o dedo nessa corrente, estamos sujeitos a morrer por eletropressão. Quando violamos qualquer Lei que seja que rege o Universo, a mesma força dessa Lei, em sentido contrário, nos atinge. Se pensamos e agimos mal emitimos energia que irá atingir o destinatário mas que também volta-se para nós na mesma intensidade. Não a vemos mas sentimos seus reflexos na nossa saúde. É a Lei da Ação e Reação que nos diz que a toda ação corresponde uma reação na mesma intensidade (também é uma lei física). O Suicida  que antes de tudo é um doente e precisa de tratamento médico e espiritual adequados, ao vilar a Lei da Vida que é o bem maior, atrai para si uma reação oposta, ou seja, um ato violento e deliberado contra a vida atrairá outro ato também de violência contra si mesmo e que repercutirá em tormentos na alma (que é imortal) e no corpo espiritual do suicida  Os suicidas que após longo tempo receberam o socorro, narram que as dores do momento findo do corpo físico repercutem como que amplificados pelo corpo espiritual constantemente, não dando tréguas, com a imagem do momento fatal e as dores amplificadas num tormento contínuo e sem sossego onde só a força das orações de familiares trazem o alívio por breves instantes.

Quanto a não se lembrar de inimigos do passado, é outra benção que Deus nos alcança e nós nem prestamos atenção e às vezes nunca ficamos sabendo. Pois imagine que nós, seres humanos imperfeitos, cheios de fraquezas e vícios, reencarnamos para expiações ou provas mas não caimos aleatoriamente no seio de uma família por acaso. Antes disso, e para que a maior das Leis Divinas possa ser conjugada entre os inimigos, ou seja, a Lei do Amor ("Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo")nós, serezinhos renascemos com nossos desafetos no passado, agora em nome do amor e na roupagem e papel de pais, mães, irmãos, filhos para aprendermos a amá-los. Mas muitos daqueles espíritos que ainda temos pendências do passado nos perseguem quando reencarnamos. Como a eles não foi dada a benção do esquecimento, querem nos destruir por puro prazer de vingança, esquecendo eles que ao também vioarem as Leis Divinas, estão contraindo débitos em suas "folhas corridas" que terão que obrigatoriamente serem ressarcidas e, quando não fazemos a coisa pelo amor, fazemos pela dor. 

Como orar pelos nossos inimigos? Jesus já nos ensinou, dizendo "orai pelos seus inimigos, fazei o bem àqueles que vos perseguem e caluniam" e orar é simplesmente elevar nosso pensamento a Deus e dirigir aos nossos inimigos bons pensamentos, pedindo a eles e a nós mesmos o perdão, a paz, a serenidade.

No Evangelho Segundo o Espiritismo, que nesse tocante é muito instrutivo, há um capítulo só de preces e entre as preces, as que devemos fazer em favor de nossos obsessores. Leia também o Livro dos Espíritos para aprender um pouco mais como livrar-se deles.

Enfim, viver é uma dádiva que não deve ser desperdiçada e "morrer" antecipadamente é um tormento que séculos de dores não apagam.

Não sucumba a tentação (Pai Nosso... não nos deixeis cair em tentação").

Procure uma Casa Espírita, uma Igreja ou ou Templo. Reconecte-se com a Divindade para ser auxiliada por bons espíritos que são os mensageiros do Cristo. Pense boas coisas, pois quando pensamos emitimos energias e se essas energias foram negativas, atraímos para nós espíritos que estão na mesma sintonia vibracional e ao contrário, o pensamento positivo atrai bons espíritos. Não é atoa que Jesus recomendava "orar e vigiar", ou seja, estar com bons pensamentos vigiando-os sempre "para não cair em tentação". O que nessas horas mantém nossos pensamentos elevados, além das obras acima citadas, são bons livros, romances espíritas, livros de auto-ajuda (embora o Evangelho Segundo o Espiritismo que é o Evangelho de Cristo seja o maior deles) além da prática de boas ações especialmente na ajuda daquelas pessoas mais necessitadas, como órfãos, doentes mentais, físicos, pobres em geral, enfim e como nos ensina o Espiritismo "fora da caridade não há salvação", pois ao praticarmos a caridade desinteressadamente visando apenas o bem estar dos outros, estamos cumprindo com a Lei Maior do Amor e indiretamente nos beneficiando.

E aos que descreem de Deus só estão usando mais uma de Suas Leis, que é a do Livre Arbítrio, pois temos a liberdade de crermos ou não e Deus não os castigará por isso (pois Ele nunca castiga ninguém, somos nós que nos punimos quando infringimos alguma de Suas Leis). Mas há tantos descrentes mundo afora que são mais cristãos do que muitos que se dizem crentes ("nem todo aquele que diz Senhor Senhor entrará no reino dos céus" - Jesus) e Deus em sua infinita sabedoria e bondade dá o mesmo Sol e a mesma Lua igual para todos, respiramos o mesmo ar sem distinção e as mesmas condições de sucesso ou insucesso são dadas a todos independentes de crer ou não. Tudo é Deus. Tudo são Suas Leis." 
Anônimo
Depoimento em Espectadora de uma vida adormecida

Compartilhe:

Um comentário :

  1. Aqui eh um verdadeiro inferno.Por favor,por 1 minuto pare e pense em quanta maldade e dor esta acontecendo nesse minuto no mundo...Eu quero ir embora daqui.Eu tenho medo daqui...Pq Deus nao me leva logo?

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

 
Copyright © QUERO MORRER. . OddThemes