Recentes :

SUICÍDIO NO BRASIL AFETA MAIS HOMENS E IDOSOS

Imagem por hummyhummy
No Brasil, cerca de 9.000 pessoas se suicidam por ano – o que dá uma média de 24 casos por dia. Essas mortes trazem ainda outras vítimas e estatísticas: cada uma delas causa transtornos e consequências emocionais em pelo menos cinco pessoas. De acordo com especialistas consultados pelo R7, discutir o assunto e conhecer os fatores de risco são essenciais para prevenir novos casos.

Esses dados, que são considerados subestimados pelo Ministério da Saúde e pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), colocam o país entre os dez primeiros do mundo em números absolutos. Apesar disso, a taxa brasileira de suicídios, que mede o número de mortes a cada 100 mil habitantes, é considerada baixa se comparada a outros países. Se aqui esse índice é de 4,5, em países como Ucrânia e Rússia chega a passar de 30.

A taxa brasileira, no entanto, esconde variações significativas. Entre as mulheres, a taxa oficial é de 1,9. Já entre os homens é de 7,1. Com relação à faixa etária, o grupo que apresenta as taxas mais altas são os idosos. Para os que têm 75 anos ou mais, o índice passa dos 15.

Segundo a pesquisadora Cecília Minayo, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), as taxas elevadas entre os mais velhos ocorrem no mundo todo.

- Há vários fatores associados dos quais destaco: perda de parentes referenciais, sobretudo do cônjuge, solidão, existência de enfermidades degenerativas e dolorosas, sensação de estar dando muito trabalho à família e ser um peso morto, abandono e outros.

O suicídio não se limita a uma só razão - ele envolve várias questões. Para ambos os sexos, os principais fatores de risco são a depressão e transtornos mentais. De acordo com Cecília, algumas razões sociais também são apontadas, como morte de pessoa querida, isolamento, situações de dependência física ou mental, dentre outras.

Ela afirma que, no caso dos homens, a solidão e o isolamento social são os principais fatores associados.

- Muitos estudiosos consideram que as mulheres se suicidam menos porque têm redes sociais de proteção mais forte e se engajam mais facilmente que os homens em atividades domésticas e comunitárias, o que lhes confere um sentido de participação até o final da vida.

Transtornos mentais

Cecília afirma que, mesmo entre os idosos, tais fatores quase sempre estão interligados à depressão como causa ou como efeito. 
A existência de transtornos mentais, de fato, é o principal fator de risco para o suicídio. Segundo estudo divulgado pela ABP, mais de 90% das pessoas que se suicidam apresentam também pelo menos um diagnóstico de doença mental.

Os transtornos mentais mais comumente associados ao suicídio são: depressão, transtorno do humor bipolar, dependência de álcool e de outras drogas psicoativas. Esquizofrenia e certas características de personalidade também são importantes fatores de risco. A situação de risco é agravada quando a pessoa apresenta mais de uma dessas condições.

Segundo Cecília, a participação dos familiares e amigos na prevenção da violência é fundamental. Eles podem colaborar na busca de tratamento para depressão e na identificação dos sinais e fatores risco das doenças mentais. 

Veja os fatores de risco para o suicídio

Transtornos mentais        

 • Transtornos do humor, como depressão
• Transtornos mentais e de comportamento do uso de substâncias, como o álcool
• Transtornos de personalidade
• Esquizofrenia
•Transtornos de ansiedade
•Comorbidade aumenta os riscos (ou seja, sofrer de alcoolismo e de depressão)

Aspectos sociais

• Sexo masculino
• Idade entre 15 e 35 anos e acima de 75 anos
• Muito pobres ou muito ricos
• Moradores de áreas urbanas
• Desempregados (principalmente perda recente 
do emprego)
• Aposentados
• Isolamento social
• Solteiros ou separados
• Migrantes

Aspectos psicológicos           

• Perdas recentes
• Perdas de parentes na infância
• Famílias conturbadas
• Datas importantes
• Reações de aniversário
• Personalidade impulsiva, agressiva ou de humor instável

Condição de saúde limitante

• Doenças orgânicas incapacitantes
• Dor crônica
• Lesões desfigurantes
• Epilepsia
• Trauma medular
• Tumores malignos
• Aids

Taxas crescem mais entre homens jovens

De acordo com Neury José Botega, psiquiatra da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e coordenador da Comissão de Prevenção de Suicídio da ABP, as taxas de suicídio aumentaram 30% nos últimos 20 anos. Ele afirma que o problema cresce notadamente entre jovens e adultos jovens do sexo masculino. Nesse grupo (entre 15 e 29 anos de idade), o suicídio responde por 3% do total de mortes e se encontra entre as três principais causas de morte.

- Isso está aumentando porque os índices de depressão são cada vez maiores. Além disso, vivemos numa sociedade menos solidária, mais individualista e com mais competição.

O médico alerta ainda que o enfraquecimento do papel da família na sociedade, que representa proteção e segurança afetiva, além do aumento da dependência de drogas e álcool, também se reflete no agravamento do suicídio no Brasil.
Diego Junqueira
A partir do R7. Leia no original
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

6 comentários:

  1. Claro que não sou ninguém para questionar a estatística, mas acho que esse número deva ser maior entre as mulheres... Sou mulher, e acho que as mulheres acham maneiras mais 'sutis' de se suicidarem que os homens, de forma que pareça acidental, entre outras. Tenho alguns fatores de risco:

    • Transtornos do humor, como depressão
    • Transtornos de ansiedade
    • Moradores de áreas urbanas
    • Desempregados
    • Isolamento social
    • Solteiros
    • Famílias conturbadas

    E estou caminhando para deixar este mundo... ninguém sabe, estou sendo discreta... mas creio não chegar ao mês de março...

    ResponderExcluir
  2. Sou Homem,tenho 29 anos e apresento muitos fatores de riscos apontados nessa pesquisa...estou querendo muito me matar,antes eu queria morrer sem precisar me matar,mas quando a morte não chega acho que devo dar uma mãozinha a ela...

    ResponderExcluir

  3. Tenho 45 anos, mulher, curso superior, casada, cheguei a conclusão que a vida não vale a pena. Tudo que eu quis, e olha que era coisas bem pequenas, não consegui: exemplo uma família (marido e dois filhos) uma casa singela e nada mais. Foi bom não ter filhos, pois as pessoas nascem, sofrem e morrem. Venho de uma família de seis irmãos e sempre fui só. Casei e continuo só. O pai que eu amava, faleceu.
    Ainda acredito em Deus e não me suicido por isso.

    ResponderExcluir
  4. Antes de ler alguns depoimentos do site, pensava muito em me matar, achando que iria resolver meus problemas.
    Mas só agora vejo que muitas pessoas passam por situações bem piores, problemas que parecem não ter solução.
    Talvez o meu proposito não seja viver e morrer por causa de puro egoismo tentando resolver apenas "os meus problemas" sendo que existe muitas pessoas por ai com dificuldades bem maiores.
    A partir de hoje estou disposto a ajudar, porque a vida só vale a pena se for dedicada ao próximo.
    Desejo a todos paz no coração para fazer a escolha certa.

    Jesus te ama

    ResponderExcluir
  5. Não sei se ajuda, contudo, eu devo dizer que tenho depressão desde de minha adolescência, recentemente fiquei muito mal e depois de muitos anos resolvi procurar um profissional na área, coisa que eu não queria mais fazer por não acreditar mais em remédios, todavia, acabei indo e o resultado foi muito positivo.
    Hoje não estou curado, fui informado que minha depressão é crônica, mas, estou me sentido muito melhor.
    O tratamento, pelo que entendi, deverá ser para toda a vida, mas agradeço primeiramente a Deus por estar melhor e também à medicina, que ao longo do tempo vêm progredindo muito nesta área.
    Você que se sente deprimido, com pensamentos ruins, não espere! Procure hoje mesmo um médico, e faça o tratamento corretamente, não se preocupe, pois, você se sentirá muito, mas muito melhor.
    É o que tenho a dizer. Espero ter ajudado. Abraços, paz e saúde a todos!

    ResponderExcluir
  6. Eu vivo amarguras dia após dia...
    casada,familiares envangélicos tenho o suficiente para ser feliz...
    mas nunca serei porque ninguém nunca olhou para mim de verdade ,casei achando que iria ser livre, a gaiola ficou bem mais fechada...
    meu companheiro não sabe, que a mulher é como uma flor se não cuidar ela morre...
    já cansei de dizer isso...
    estou cansada de cobranças sempre tive que lutar para sobreviver, estou entre 6,5 bilhões de pessoas nesse mundo e estou sozinha, sempre fui sozinha...
    Nunca tive ninguém que pudesse ver minhas lágrimas...
    Desisti dos meus sonhos, o principal deles ser mãe, simplesmente por ter me um marido egoísta, machista... joga na minha cara até o alimento que como...
    estou cansada dessa vida que levo...
    já pedi a Deus perdão por tudo e peço que leve, porque não posso eu mesma tirar minha vida...
    vivo triste amargura angustiada
    enfim acho que esta nesse mundo para mim é toda uma perda de tempo...

    o Senhor criou uma pessoa errada para estar nesse mundo
    ou pode ser que o mundo é que esta errado...

    eu sorrio para a sociedade, mas é somente uma máscara, por dentro está só oco... sou uma casca de pé...
    sempre tive que trabalhar, quando desempregada a situação piora em casa...

    sempre me jogaram na cara que sou mal agradecida que tenho tudo que uma pessoa precisa para ser feliz... mas a verdade é que ninguém sabe o que se passa dentro de mim...

    desde que me conheço por gente vivo essa angústia, me sinto muito mal...

    não consegui realmente entender as pessoas a minha volta...

    me considero uma pessoa normal porque sou educadora a 10 anos...

    não estou mas conseguindo esconder minha tristeza - estou começando a ser áspera com minhas palavras, a paciência já se esgotou...
    não trato as pessoas mal - são algumas pessoas que estão fazendo com que eu reaja assim...

    estou esperando a morte - mas ela não chega...

    vou vivendo assim com milhões de cobranças para cima de mim, como se eu pudesse ser perfeita...

    isso já me matou - na verdade sou uma morta viva


    sem esperanças - sem desejo - sem vontades - não quero ver ninguém - toda regra é excessiva - mas o ser humano em si não presta...

    Deus que é tão bom é que ajuda - dar a vida - abençoa - mas o ser humano não merece o amor de Deus...

    eu simplesmente não sei mais o que fazer não tenho mais saída na minha vida...

    estou vivendo entre 1.000 espetos apontados para mim...

    não posso mover - me mexer - porque se não vou ser perfurada...

    estou apenas aguardando o que Deus fará comigo, porque de mim mesma não sei de mais nada...

    estou perdida sem caminho - sem volta - a minha frente não vejo nada... só escuridão - tristeza - desânimo...

    talvez Deus possa lembrar de mim ainda hoje...

    mas a única coisa que eu queria era gritar - desaparecer da galaxia - onde ninguém mais pudesse me ver...

    mas enfim não sou dona da morte - muito menos da minha vida - não entendo porque DEUS me criou...

    não sirvo para nada... sou uma pedra no sapato de todos...

    todos se preocupam com minha vida - não sei porque se ninguém faz nada por mim...

    Ai meu Deus até quando isso???

    a minha própria familia pisa em mim... não aguento mais...

    vivo mas na verdade estou morta... e acho que não tem volta...
    para mim acho que nunca existira felicidade... talvez serei se caso alcançar o céu...

    quanta amargura vida...

    mas sei que a única que levarei comigo para sempre EU MESMA

    vivo chorando - talvez durará até meu último suspiro a perseguição a inveja,a dor,as maus palavras que machucam,a impiedade, a injustiça,a angústia, a tristeza, a tribulação, a difamação e a calúnia... o que devo fazer ???

    chorar - suportar para ter no final de tudo o perdão de Deus
    se ele se compadecer de minha alma...

    estou viva mas viva - morta....

    Só Deus e mais nada



    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.