Recentes :

MEMÓRIAS DE UM SUICIDA VIRA RADIONOVELA

Imagem : divulgação
A radionovela Memórias de um Suicida, lançada neste mês de junho, no formato MP3, traz o relato de Camilo Cândido Botelho (pseudônimo) que cometeu suicídio no fim do século 19, para fugir do sofrimento pessoal, mas se viu do outro lado da vida e tendo de enfrentar seu drama. A história foi psicografada pela médium brasileira Yvonne A. Pereira, que na radionovela é interpretada pela atriz, dubladora e diretora Arlete Montenegro.

Com carreira iniciada no rádio, Arlete tornou-se uma das atrizes mais versáteis de sua geração. No trabalho de dublagem, é a voz de Miranda Priestly, personagem de Meryl Streep no filme O Diabo Veste Prada. Ela também dublou a personagem principal de Helen Mirren em A Rainha e Winifred Sanderson, interpretada por Bette Midler em Abracadabra.

“É um privilégio voltar a fazer novelas, pois faço novela desde que ela existe em rádio. (...) Além de tudo, são de um conteúdo absolutamente fantástico. É o que o povo precisa... são condutas e comportamentos que a maioria das pessoas desconhecia. Sinto-me muito honrada de fazer parte dessa história desde o início”, afirmou.

A atriz exalta a iniciativa do radialista Paiva Netto de tratar de um tema tão polêmico nessa radionovela. Para ela, Memórias de um Suicida conduz o ouvinte a compreender melhor a vida. “Tem uma lição muito forte. O suicídio é assunto atual, que vive nas páginas dos jornais, nas estatísticas. O mundo inteiro tem problema grave com suicidas, que não sabem que a morte não existe. E essa radionovela abrirá os olhos de muita gente, que evitará assim esse ato tão desastroso”, destacou.

Satisfeita com o trabalho, a atriz ressaltou a qualidade da produção (trilha sonora e efeitos especiais) e o talento dos colegas de dublagem, elementos que a fizeram rememorar a época de ouro do rádio nacional. “Tenho certeza de que os ouvintes ficarão encantados! Vocês ficarão maravilhados com o resultado!”.

A radionovela Memórias de um Suicida é uma iniciativa do radialista Paiva Netto. Os direitos autorais da obra literária pertencem à Federação Espírita Brasileira (FEB), que gentilmente autorizou sua radiofonização. Para adquirir esta e outras radionovelas, no formato MP3, acesse o site www.estacaopaz.com.br, ligue para (11) 3225-4732 ou envie um e-mail para sac@estacaopaz.com.br .
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Memórias de uma ficção, nela uma pessoa que nem se suicidou de fato sofre mais que um general nazista porque cometeu suicidio "involuntário", num lugar chamado vale dos suicidas, o mais engraçado é que as pessoas morrem no mundo todo mas só no Brasil um suicida resolveu voltar pra contar como é o lado de lá pra essa tal de Yvonne.

    ResponderExcluir
  2. Amigo Anônimo certamente você não leu todo o livro e nem procurou pesquisar sobre ele mais a fundo. Nele contém muitos ensinamentos importantíssimos para as pessoas que pensam em cometer tal atrocidade contra a própria vida. Sou filha de m suicida e sei o quanto tal ato pode devastar uma família, procure se informar antes de fazer tais comentários.

    ResponderExcluir
  3. Perde duas pessoas por suicidio, a namorada do meu filho e dez anos depois a mãe dela também acabou fazendo a mesma coisa e no mesmo local em que a filha.
    Depois da morte da menina eu e a mãe dela ficamos amigas e eu jamais imaginei que ela faria também, e fez.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.