23 setembro 2011

ESPIRITISMO E O SUICÍDIO: PERGUNTAS E RESPOSTAS

Quais as principais motivações que podem levar alguém ao suicídio nos dias de hoje?
A primeira delas é a falta da noção da Ideia de Deus. O restante é tudo consequência, como por exemplo uma noção deturpada da vida após a morte. Hoje, como consequência destas duas ideias citadas acima, vemos as pessoas a procurar necessidades que as fazem sofrer por não atingir o padrão que os meios de comunicação e a sociedade impõem; estes cobram das criaturas que elas tenham determinado padrão de beleza, determinado padrão social, determinado padrão de cultura determinado padrão de pensamentos e se as pessoas não alcançam este padrão, entram num desânimo, num sentimento de menos valia, na depressão e daí, como lhes faltam o conhecimento da Ideia de Deus e de Suas Leis, para o suicídio faltam poucos passos, pois a noção de mundo espiritual também é frágil.

Todo aquele que se suicida sofre muito ao chegar ao plano espiritual, ou existe alguma excepção a esta regra?
Cada caso é um caso. Não podemos esquecer que mesmo o suicídio sendo um crime, as Leis de Deus usarão todos os nossos créditos que tenhamos no sentido do socorro. Por exemplo, pode existir uma pessoa que se tenha suicidado por qualquer razão, mas que traga alguns méritos, de ser um indivíduo trabalhador, honesto, de ter sido bom pai, de ter auxiliado as pessoas, até aquela data. É claro que este será visto de maneira diferente daquele que não traz nenhuma qualidade, pois ele próprio dificultará o socorro.

Ao reencarnar, absorvemos uma quantidade de fluido vital. O suicida antecipa a sua morte. Como se extingue, então, este fluido?
Com o passar do tempo, este fluido vai se extinguindo neles. Muitas vezes pode levar até anos. No Livro "Memórias de Um Suicida" vemos que os suicidas que estão na região chamada Vale dos Suicidas, que já é uma região de socorro, pois os suicidas ali estão a ser monitorizados, quando estes fluidos começam a extinguir-se, eles tornam-se capazes de perceber o socorro junto deles, e é nestas horas que são levados para ambientes hospitalares no Plano Espiritual. No livro citado, o Hospital Maria de Nazaré.

No caso de uma criança, por volta dos 12/13 anos, que consequências terá para ela o suicídio?
O erro é sempre um erro, mas a percepção desse erro estará na medida do entendimento daquele que errou, pois muitas das vezes a criança que se mata fá-lo sem a devida noção dos seus actos, até mesmo as leis humanas as olham de maneira diferente quando apreciam os seus erros e crimes.

O suicida carrega para outra vida a recordação "inconsciente" deste acto? Esta recordação pode fazer surgir, em algum momento da sua vida, este desejo novamente?
O suicida em determinada época já reencarnado, se trazia no mundo espiritual plena consciência após ser socorrido, traz com ele não só o mapa das expiações, consequência directa do suicídio, como também a necessidade da prova, e é nessas horas que encontra situações semelhantes àquela que o fizeram desistir da luta, procurando o suicídio. Embora não exista uma regra, o facto se dá quase sempre numa idade próxima daquela em que ocorreu o suicídio.

No suicídio inconsciente (tabagismo, alcoolismo) o espírito terá de sofrer-lhe também as consequências, embora minoradas. Como entender as penas deste?
Sofrerá as consequências de ter lesado determinadas partes do seu corpo, como também sofrerá as consequências morais de ter cedido as paixões que o levou ao vício.

Como ajudar uma pessoa que diz que pretende se suicidar? É indicado um tratamento com psicólogo para estes casos?
Há necessidade de se usar todos os recursos de que se puder dispor para cada caso específico. A psicologia será de grande auxílio, alguns casos será necessário até o auxílio da psiquiatria (nos casos de depressão) mas não podemos esquecer que o conhecimento da Doutrina Espirita, fortalecendo em nós a ideia de Deus e mostrando-nos que não vale a pena o suicídio como porta de saída, será sempre o antídoto perfeito contra o suicídio, principalmente porque poderemos valer-nos não só dos conhecimentos, da fluidoterapia que nos recompõem corpo e mente, como também nos indicará o trabalho do bem como elemento sustentador da nossa harmonia íntima. 

Diz Kardec, no livro A Viagem Espírita de 1862 da editora "O Clarim" que muitos poderiam rir das nossas crenças na Doutrina Espírita, mas jamais poderiam rir quando vissem homens transformados. O Espírito Hilário Silva no livro O Espírito de Verdade (FEB), conta-nos uma história, que ocorreu na França no tempo de Kardec, de um livreiro que manda para Kardec um livro ricamente encadernado e narra na dedicatória que estava prestes a suicidar-se, atirando-se ao rio Sena, quando tocou em algo que caiu no chão. Era O Livro dos Espíritos e na contracapa estava escrito: "Este livro salvou a minha vida". Curioso, ele leu o livro e quando o remeteu a Kardec acrescentou: "Também salvou a minha."

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

Confira outros artigos

2leep.com

FÓRUM

Desisti do suicídio

Deixe aqui seu depoimento. Ajude pessoas que sofrem da mesma agonia a entender como é possível deixar o lado negro da vida. Participe.

Pensando na morte
Fale francamente. Se você pensa na morte muito mais do que na vida e não vê uma saída para seu desespero, para sua dor e para sua solidão, porque a morte lhe parece uma solução? Participe

AJUDE A MANTER ESTE ESPAÇO

A REDE QUERO MORRER não é vinculada a qualquer entidade pública ou privada e nossa página é mantida por voluntários. Não veiculamos anúncios até outubro de 2012, mas as doações se mostraram insuficientes para manter as despesas de manutenção. Saiba mais.

A Morte

A Morte
Quando passamos a pensar na morte como um amigo próximo e querido... Um "amigo" que jamais será amado, mas que nos acompanha dia e noite. Um amigo que precisamos conhecer melhor... (clique na imagem)

O sentido da vida

O sentido da vida
Todos já nos pegamos, ainda que uma única vez, pensando no sentido da vida. Na dinâmica dos acontecimentos e no papel que cada um tem (ou não) diante da própria jornada e das pessoas que estão à sua volta. Pois, você sabe ou pensa que sabe ?! (clique na imagem)

Tristeza

Tristeza
Hoje amanheci com uma dor no peito e uma agonia indisfarçável. Não tenho vontade de fazer nada. Não tenho mais vontade de viver. Estou triste e gostaria de ficar sozinho. Só não sei se este é um caminho sem volta... (clique na imagem)

  ©QUERO MORRER - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo