Recentes :

SUICIDA QUER SENTIR 'PROPÓSITO DA VIDA'

Compreendo a mente suícida, e compreendo também porque é muito difícil de compreender dos dois lados. O que tenho a lhe dizer é que continue sendo você mesma, sem medo de se expressar.

Vivemos numa sociedade muito tosca, a sensibilidade de cada um de nós é afectada de modos muito particulares. Numa sociedade saudável tanto em termos económicos como mentais, filosóficos, emocionais, comunitários e espirituais, suicídio seria muito raro. Muitas coisas o ser humano não sabe e cada um na sua vida particular colora a vida com as cores que a vida lhe mostrou... Tem pessoas em extremo sofrimento, existe a fome física, mas existe a morte pela fome emocional, psicológica e ou espiritual que comida nenhuma no mundo consegue calar. O ser humano na sua grande capacidade para a grandeza, é dotado por essa complexidade de abarcar os extremos da luz e das trevas.

Quem mencionou que exercício ajuda, tem razão, ajuda muito na maioria de casos de depressão, mas tem casos muito mais extremos de repetição monótona de uma realidade aprisionante que não dá sinais de mudar e é esse o perigo para os pensantes suicidas. Morrer não é um desejo de ser feliz em outro lugar, por vezes nem de calar dor, mas de deixar de existir, se perder num vazio sem nada, sem sentir, pensar, fazer ou ter de fazer nada.

Ainda que circunstâncias exteriores fossem felizes para alguns pensantes de suicídio, a mesma vontade de não existir continuaria presente. Porque não vem de fora e não vem de lógica, ou raciocínio.

Em casos muito particulares essas pessoas olham para a vida como desenhos bonitos na parede de uma prisão da qual não conseguem sair. Esses desenhos bonitos são tudo de bom que as outras pessoas que amam a vida apreciam, e lhes dá alegria... e os suicidas sentem que deviam ser capazes de apreciar essas coisas... mas não conseguem, tudo o que sentem é uma fome insaciável por algo que nem eles sabem exactamente bem o que é. Um buraco invisível que nunca consegue ser preenchido, por vezes nem com o amor de outros humanos, ou de Deus. A coisa que o suícida mais quer não é morrer, mas poder sentir (de alguma forma milagrosa) que a sua vida (em particular) neste mundo tem um Propósito e Sentido que o inunda em cada fibra do seu ser. Isso não é algo que se possa raciocinar ou desejar com a mente, ou procurar fisicamente, não funciona assim.

Ninguém realmente alguma vez deseja morrer, mas todos desejam sentir-se livres... como o vento, o nada, o ilimitado, o cosmos... esse é o verdadeiro desejo de grande parte dos suicidas.

As curas... nunca são só do pensante suícida mas todo um grupo de factores que também têm de ocorrer no mundo e sociedade para que realmente essa epidemia acabe.

A melhor sugestão e também não sendo a solução é que aqueles que realmente querem se suicidar, se suicidem sim, indo para lugares como África, India, e dêm suas vidas a todos aqueles que precisam desesperadamente de ajuda, eu garanto que vão pensar diferente. Mas se depois disso ainda quiserem morrer, então que se inscrevam num hospital para doar seus orgãos, nadem com golfinhos e visitem crianças com AIDS. Isso será viver como morto porque assim outros estarão beneficiando com a sua morte e mostrando a preciosidade da sua vida, por causa da diferença que ela terá feito na deles.

Comentário Anônimo
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários:

  1. ABSTENHA-se do MUNDO E VERÁ A FELICIDADE. As mentes estão dominadas e viciadas, sem que ninguém se dê conta. Assim, ninguém aguenta mesmo. Queira Deus! Queira menos, queira o certo, quem sabe terás mais, mais do que merece: VIDA ETERNA com JESUS?!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.