Recentes :

ALENTEJO É REGIÃO DE PORTUGAL COM MAIS SUICÍDIOS

Analisar a taxa do suicídio no Alentejo e as causas que levam a este flagelo, é o objetivo do 2º Congresso da Associação Psiquiátrica Alentejana (APA) que começa hoje, em Serpa, e vai até o dia 2 de Junho.

Com uma taxa prevalência cada vez mais elevada, o suicídio é já a causa de morte de mais de 1000 portugueses por ano. Um número que não inclui as mortes com causas indeterminadas, que se apuradas faziam subir esta prevalência para quase o dobro.

A importância da psiquiatria na crise e A psiquiatria, o futuro e as TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) serão alguns dos temas que marcam estes três dias de Congresso e são abordados por grandes especialistas da área.

Mário Jorge Santos, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, será um dos ativadores do Fórum de Discussão, juntamente com Fernando Areal, que decorre no último dia de congresso, sob o tema “Suicídio no Alentejo”.

O Fórum será moderado por Luiz Gamito, um dos organizadores do evento e vice-presidente da Associação, que lembra que quebrar os factores de risco é a melhor forma de prevenir esta situação. “Estar presente, estar atento aos sinais de amigos e/ou familiares e levar a sério a situação procurando ajuda qualificada é um passo importante. A ideação suicidária leva, geralmente, à ação”, diz. Criar políticas de emprego, no caso dos mais jovens e projetos integração para os mais idosos, são duas iniciativas que segundo o especialista podem recuar estes números.
Compartilhe no Google Plus

Nota : Editor

Volte sempre.
    Comente
    Comente no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Quero Morrer é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.